segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Hoje, 75 dias de Greve.


Artigo escrito por um apoiador e colaborador da Greve

Vivemos um processo bonito, corajoso, e ascendente de unidade - não apenas como um velho chavão.

Tem se materializado, dia a dia, iniciativas e ações concretas conjuntas, de mobilização de parceiros, entidades, e lideranças; de recursos financeiros; no pensar a estratégia para derrotar o governo do estado; de compreensão das tarefas para além do curto prazo; de solidariedade de classe.

A vitória dos professores, será a materialização, a vitória, nossa.

O momento é também de uma melhor situação na conjuntura que a 15 dias atrás (temos mais força, estamos melhor articulados e temos mais relação de confiança estabelecida entre os principais atores desse processo (entidades e pessoas/lideranças).

Por outro lado, o momento é de acirramento da luta, do conflito, do enfrentamento. A Assembléia do último dia 16, dos professores, não ter recuado, emputeceu nossos inimigos, que creditam tal atitude ao fato de termos tirado o sindute do isolamento, e mobilizado muita força social para essa luta.

Essa semana é portanto momento decisivo. Compartilho algumas iniciativas no campo da estratégia para que contribuam na direção do processo.

Queremos um crescente de ações que demonstrem nossa disposição de luta e firmeza para levarmos essa vitória até o fim.

Nossa jornada se iniciou hoje, com a ocupação do Incra MG e a abertura da Jornada a noite. Será um momento que buscaremos colocar os principais dirigentes sindicais na mesa, promotores solidários, parlamentares, padres/bispo, artistas e personalidades que possam nesse momento manifestar solidariedade e o desejo de que o governo ceda nas reivindicações... Piso Salarial Já!, afinal o impacto na folha líquida de pagamento são ridículos 3,44%.

Na terça. Teremos uma atividade pela manhã. E também uma coletiva de imprensa com diversidade de representação... com mesmo intuito da mesa de abertura da jornada na segunda a noite.

Na quarta será um grande dia. Aula pública na praça sete com 700 pessoas. Unidade de diversos sindicatos à tarde, com Assembléia de 7 mil dos professores.


Fiquemos atentos. A conjuntura nos coloca a faca e o queijo na mão, e além de uma série de ferramentas que nos permite aproveitar bem o momento. 

Por hora... é darmos o fôlego necessário nesse momento de bom combate.

Pátria Livre! Venceremos!

Um comentário:

  1. Professores firmes23 de agosto de 2011 13:22

    Parte dos professores de Salinas respira confiante nesse combate.

    Unidos venceremos!

    E que Deus nos ajude.

    ResponderExcluir